Credenciamento de Orientadores

XI.1 Define-se como orientador pleno, os pesquisadores com título de Doutor que façam parte do corpo docente da Universidade de São Paulo e cujo credenciamento seja aprovado nessa categoria pela CCP. Somente orientadores plenos poderão fazer parte da CCP do programa.
XI.2 Para fins de credenciamento, será exigido do orientador pleno e do orientador pontual:
a) Linha de pesquisa definida, compatível e de interesse do programa;
b) Condições laboratoriais adequadas para o desenvolvimento do trabalho, incluindo participação direta ou indireta em projetos de pesquisa financiados;
c) Proposta de disciplina a ser oferecida no programa;
d) Mínimo de 5 (cinco) artigos em revistas indexadas pelo ISI-Web of Science no período de 5 (cinco) anos. Em 3 (três) dessas publicações, o pesquisador deve ser o primeiro ou o último autor e pelo menos 1 (uma) dessas publicações deve ser em periódico Qualis B1 ou superior;
e) Contribuição em bancas de exames de qualificação, dissertações e teses (no caso de recredenciamento);
f) Possuir pelo menos uma orientação de Mestrado ou Doutorado concluída (no caso de recredenciamento);

g) Possuir artigos científicos ou comunicações em congressos publicados em parceria com pós-graduandos, de acordo com avaliação pela CCP do programa (no caso de recredenciamento);
h) Ser responsável ou corresponsável por disciplina(s) do Programa ministrada(s) pelo menos 3 (três) vezes nos últimos 5 (cinco) anos, totalizando uma média individual de no mínimo 2 créditos/ano (no caso de recredenciamento);
XI.3 A solicitação de coorientação deve ocorrer em até 18 (dezoito) meses para Mestrado, 36 (trinta e seis) meses para Doutorado e 43 (quarenta e três) meses para Doutorado Direto a contar do início de contagem de prazo do aluno no respectivo curso, e deverá estar acompanhada de uma justificativa circunstanciada, explicitando com clareza a inserção do coorientador no projeto do aluno. Será exigido do coorientador:
a) Linha de pesquisa definida, compatível e de interesse do programa;
b) Condições laboratoriais adequadas para o desenvolvimento do trabalho incluindo participação direta ou indireta em projetos de pesquisa financiados;
c) Publicação regular na sua área de atuação em periódicos de circulação internacional indexados;
d) Média mínima de 3 (três) artigos em revistas indexadas pelo ISI com índice de impacto maior ou igual a 2 (dois) no período de 5 (cinco) anos.
XI.4 Uma vez atendidos os critérios acima, as solicitações de credenciamento e recredenciamento serão analisadas pela CCP, que poderá acatar ou não a solicitação, levando em consideração os interesses do Programa.
XI.5 Os recredenciamentos deverão ser realizados a cada 5 (cinco) anos.
XI.6 O número máximo de alunos por orientador é 10 (dez) e o número máximo de alunos por coorientador é 3 (três).